Auditores de SPIE

Período

25-11-2018 - 30-11-2018

Horário

08:00 às 19:00

Duração

52 h

Curso oferecido em

Teresópolis - RJ

Sobre o curso

Compartilhe:
Esse curso também é ministrado nas seguintes modalidades:

Sobre o curso

Habilite-se como um auditor de SPIE através de uma imersão completa nos conceitos desta atividade.

A UnIBP é a universidade setorial, criada para contribuir com o desenvolvimento da indústria de Petróleo, Gás e Biocombustíveis em suas principais necessidades e no tempo do negócio. Se você já atua na indústria ou pretende investir em uma carreira no setor, está no lugar certo.

Orientado para engenheiros e técnicos que atuam na área de inspeção de equipamentos, ou que tenham envolvimento com esta atividade, em empresas com SPIE certificado, ou em processo de certificação.

Pré-requisito
Comprovar participação anterior em curso sobre a Norma Regulamentadora NR-13 – Caldeiras e Vasos de Pressão.

Composta por cinco módulos, a programação técnica aborda aspectos básicos de auditoria, aspectos comportamentais, adequação à portaria INMETRO 582/2015, exercícios práticos que simulam uma auditoria de SPIE em uma empresa fictícia. Ao final do curso, o aluno estará capacitado para realizar auditorias internas de Serviços Próprios de Inspeção de Equipamentos – SPIE.

Processo Seletivo

Para se inscrever neste curso, o participante deverá ser aprovado no Processo Seletivo, que exige o conhecimento da Norma Regulamentadora NR-13, Caldeiras e Vasos de Pressão, do Ministério de Trabalho e Emprego (MTE).

No primeiro dia de aula, os candidatos realizam a prova de comprovação de conhecimento sobre a NR-13 para seguir no curso.

Programa Técnico

o Inspeção de Equipamentos (IEQ) – Descreve o que levou à criação da IEQ, seu desenvolvimento e a situação atual.
o Certificação de Serviço Próprio de Inspeção de Equipamentos – SPIE – Descreve os aspectos da regulamentação sobre segurança e saúde do trabalhador, elaborada pelo Ministério do Trabalho e o seu desdobramento que resultou nas Portarias do INMETRO, na Certificação de SPIE e na Acreditação do Organismo de Certificação de Produto do IBP (OCP/IBP) com escopo em SPIE.

o Conceitos Básicos de Auditoria de SPIE – Descreve como os conceitos de auditoria definidos pelo sistema ISO devem ser aplicados na certificação de SPIE.
o Aspectos Comportamentais em Auditorias de SPIE – Descreve os diversos aspectos de comportamentos compatíveis e incompatíveis com os requisitos básicos exigidos dos Auditores e Auditores Líderes, durante uma auditoria de SPIE.
o Auditoria de Campo – Descreve e ilustra diversos aspectos sobre o que foi encontrado de errado, certo ou diferente em auditorias de campo passadas e como o auditor deve proceder nestes casos.

o Portaria 537/2015 – Instrução Normativa INMETRO para SPIE – Define os requisitos para que um serviço próprio de inspeção de equipamentos deve obedecer e manter, para que possa ser certificado como SPIE e manter este certicado válido ao longo do tempo.

o Portaria INMETRO 582/2015 – Requisitos de Avaliação da Conformidade para SPIE – Estabelece os requisitos que uma empresa, órgão ou entidade deve obedecer e manter, para que possa ser Acreditado como Organismo de Certificação de SPIE.

o P-03 – Procedimento de Auditoria e Certificação de SPIE – Este Procedimento tem por objetivo estabelecer a sistemática adotada pelo OCP/IBP para avaliar a conformidade dos Serviços Próprios de Inspeção de Equipamentos – SPIE com os requisitos estabelecidos no esquema de Certificação de SPIE e Documentos Normativos aplicáveis.

o Sistema Controaudi – Descreve e estabelece requisitos de como os diversos atores envolvidos no esquema de certificação de SPIE (auditores, empresas certificadas ou em processo de certificação, Comissão de Certificação- COMCER, Comissão de Imparcialidade – COMIMP, Gerente de Certificação do IBP) devem se relacionar com o OCP/IBP.

Os exercícios Práticos simulam uma auditoria de SPIE em uma empresa fictícia, onde os participantes são observados e acompanhados pelos instrutores para futura avaliação.

o Exercício 1 – Reunião de Abertura – Simulação de uma reunião de abertura em uma auditoria de SPIE, através de encenação, onde os participantes, divididos em grupos, recebem scripts individuais contendo a sua função, como deve se comportar e com dados sobre a empresa. Os participantes devem obedecer aos requisitos estabelecidos pelo INMETRO e pelo OCP/IBP para este tipo de reunião. Após a encenação, ocorre uma reunião plenária, para que cada um exponha o que viu e o que sentiu durante o exercício, é aberta uma discussão e ocorre o encerramento do exercício com os comentários e observações dos instrutores.

o Exercício 2 – Análise das informações Preliminares – Os participantes são distribuídos em grupos com o objetivo de analisar as informações que as empresas devem enviar ao OCP/IBP antes da auditoria, para verificar sua conformidade com o estabelecido no procedimento do IBP e permitir que o Auditor Líder possa fazer o planejamento da auditoria. Após o trabalho em grupo, cada grupo apresenta, em plenário, os resultados de suas observações, para abrir uma discussão e o encerramento do exercício com os comentários e observações dos instrutores.

o Exercício 3 – Lista de Verificação – Os participantes são distribuídos em grupos, para, com os dados recebidos, elaborarem uma lista de verificação para ser usada durante a auditoria. Após os trabalhos em grupos, cada grupo apresenta, em plenário, sua lista, é aberta uma discussão e é feito o encerramento do exercício com os comentários e observações dos instrutores.

Exercício 4 – Coleta de Evidências 1ª Etapa – Arquivos
 Conchavo – Os participantes são divididos em grupos de auditores e auditados, para analisar, de início separadamente os dados de arquivos de alguns equipamentos da empresa fictícia distribuídos. Os auditores irão verificar a conformidade dos dados e os auditados prepararão para a defesa de seus dados.
 Encenação – Os grupos de auditores se reúnem com os grupos da auditados, quando são colocadas as críticas dos auditores e são colocadas as contrapartidas dos auditados.
 Apresentação dos Resultados em plenário e debate – cada grupo apresenta seus resultados, é aberto um debate e depois o encerramento com observações dos instrutores.

o Exercício 5 – Coleta de Evidências 2ª Etapa – Estudo de Caso – Os participantes, divididos em grupos, irão analisar um caso ocorrido em uma empresa fictícia, durante uma auditoria, referente a problemas comportamentais dos auditores e auditados. Após a análise ocorre a apresentação das observações pelos grupos, realiza-se um debate e encerra-se com observações dos instrutores.

o Exercício 6 – Elaboração do Relatório de Auditoria e de Não Conformidade – Os participantes, divididos em grupos irão elaborar o relatório da auditoria e de não conformidade, com dados fornecidos e apresentam os resultados em plenário, com encerramento com as observações dos instrutores.

o Exercício 7 – Reunião de Encerramento – Os participantes são divididos em grupos de auditores e grupos de auditados. Todos recebem scripts individuais de comportamento e os auditores também recebem o relatório de uma auditoria. Após a fase de estudos os grupos de auditores se reúnem com os grupos de auditados e encenam a reunião de encerramento da auditoria, onde, o relatório da auditoria e de não conformidade é apresentado aos auditados. Após a encenação, ocorre uma reunião plenária, para que cada um exponha o que viu e o que sentiu durante o exercício, é aberta uma discussão e ocorre o encerramento do exercício com os comentários e observações dos instrutores.

o Exercício 8 – Tratamento das Não Conformidades – Os participantes, divididos em grupos, primeiramente elaboram uma proposta de tratamento das não conformidades (NC). Em uma segunda etapa os grupos são divididos em grupos de auditores e grupos de auditados. Os grupos de auditados enviam suas propostas de correção das NC aos grupos de auditores. Os grupos de auditores analisam as propostas e emitem seus pareceres. Em uma terceira etapa é feita uma encenação entre grupos de auditores e de auditados, onde os auditores apresentam seus pareceres aos auditados e ocorre a discussão entre eles, dentro do tempo dado pelos instrutores, que encerram o exercício com suas observações.

o Observação: em todos os exercícios os grupos são definidos de modo a evitar a repetição de membros e funções, com o fim de permitir a todos, dentro do possível, exercer diferentes funções ao longo do curso.

o Teste de NR – 13 – Realizada no primeiro dia do curso para que os participantes avaliem o nível de seu conhecimento sobre a NR – 13.

Prova Final – Realizada com o objetivo de avaliar o aproveitamento de cada participante, para fins de concessão de certificado de Auditor Interno de SPIE. A nota mínima para obtenção deste certificado é 7,0. Os que não obtiverem a nota mínima recebem um certificado de presença.

Professores

Auditores de SPIE

25-11-2018 a 30-11-2018 - 08:00 às 19:00

Quero me inscrever

Confira os valores promocionais disponíveis.

OUTRAS INFORMAÇÕES

O que o curso inclui?

Hospedagem
Transporte para o Hotel
Alimentação
Material eletrônico

Como obter o certificado

Certificado de Conclusão com aproveitamento do Curso Auditor de SPIE: o aluno precisa obter nota igual ou superior a 7,0.
Se a nota for inferior a 7,0, o aluno receberá a Declaração de Participação no curso.
Prazo de entrega: em até 30 dias úteis após a conclusão do período letivo

Inscrições

Até o dia 24/11/2018

Endereço

Teresopolis

VANTAGENS DE ESTUDAR NA UnIBP

Inteligência Setorial

Professores de Destaque

Aprendizagem Aplicada

Educação Flexível

Empreendedorismo

Comunidade Alumni

Perguntas Frequentes

A Educação do IBP, agora é UnIBP. A Universidade do setor de Petróleo,gáse biocombustíveis que tem por objetivo desenvolver as competências essenciais dos profissionais dessa indústria e assim colaborar para a promoção de um setor competitivo, sustentável, ético e socialmente responsável.
A universidade setorial é a ampliação do já conhecido conceito de universidade corporativa. Nesse sentido, a UnIBP surge como a universidade do setor de petróleo e gás, oferecendo aprendizagem continuada para aqueles que atuam ou desejem migrar/atuar na indústria. Sendo assim, diferentemente de uma universidade corporativa, que tem como objetivo a qualificação do público interno de acordo com a cultura de uma determinada empresa, a UnIBP surge para desenvolver as competências essenciais para o profissional do setor de petróleo e gás, focando, portanto, em um público externo.

Toda a estrutura pedagógica da antiga área de Educação foi reformulada, de forma a atender as necessidades atuais da indústria de Petróleo, Gás e Biocombustíveis. Isso significa dizer que todo o ambiente de aprendizagem foi repensado, para que a UnIBP atue de maneira pró-ativa, centralizada e estratégica para o setor, sendo capaz de desenvolver competências críticas para o negócio das empresas e profissionais que fazem parte das diversas etapas dessa cadeia produtiva.
Desenvolvemos uma metodologia pedagógica estruturada, possibilitando que os alunos tracem seu caminho de carreira com o apoio da UnIBP e que desfrutem de uma Experiência eficiente, moderna e dinâmica. A partir do agrupamento da indústria de petróleo e gás em diferentes blocos, a Universidade se divide em cinco escolas que irão oferecer cursos técnicos e não-técnico: E&P, Midstream e Downstream, Gás e Energia, Tecnologia e Inovação e Escola de Negócios.

1. Inteligência setorial
2. Professores de destaque no setor
3. Aprendizagem aplicada
4. Educação flexível
5. Empreendedorismo
6. Comunidade Alumni
7. Ética, Transparência e Compliance

5 escolas refletem os principais pilares essenciais para o funcionamento da nossa indústria hoje. Cada uma tem foco e objetivo bem definidos, de forma que todos os macroprocessos do setor se acomodam dentro dessa estrutura.

Apresentam as diversas áreas de atuação profissional que compõem a atividade do setor. Permeiam a estrutura das escolas de acordo com as necessidades reais da indústria.

Na UnIBP, cada profissional encontra um currículo modular com o mapeamento de todos os desafios que irá encontrar em sua trajetória profissional e com as soluções educacionais que apoiarão o seu desenvolvimento ao longo do tempo.

Ainda está com alguma dúvida?

Problemas com seu pedido? Não localizou nas perguntas frequentes a solução? Esse espaço foi criado para responder o que você não encontrou e receber suas sugestões.

Talvez você também goste