Nova turma do curso de lubrificantes aborda os desafios tecnológicos do segmento

4 de setembro de 2018


As mudanças tecnológicas e legislativas estão trazendo grandes alterações nas formulações e aplicações de óleos e graxas lubrificantes. Máquinas mais modernas requerem óleos mais resistentes, trazendo grandes desafios aos formuladores. Além disso, as novas exigências ambientais e a busca pela economia de energia, também constroem um cenário desafiante para os profissionais do setor.

Dessa forma, o IBP organiza a 16ª edição do curso Lubrificantes e lubrificação: uma visão global da cadeia produtiva de óleos e graxas, que vai acontecer entre os dias 17 e 19 de setembro, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Butantã (SP). O intuito do curso é atualizar os profissionais a respeito dos mais recentes avanços tecnológicos do setor de lubrificantes e sobre as tendências evolutivas, tanto no aspecto técnico como legislativo.

“Os profissionais na área de lubrificantes e lubrificação precisam estar sintonizados com os avanços tecnológicos do setor, pois as mudanças são constantes e especificações e produtos ficam rapidamente obsoletos”, afirma Pedro Nelson Belmiro, consultor técnico e professor do curso.

O programa técnico apresenta uma abordagem completa e especializada da cadeia produtiva dos lubrificantes, desde o refino até o descarte do óleo usado. As aulas acontecem nas instalações do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Butantã (SP).

As inscrições estão abertas e associados do IBP tem desconto. Participe!

Educação que gera energia