IBP celebra seu 61º aniversário e o dia da indústria

26 de novembro de 2018


Associados e convidados se reuniram na sede do IBP, no Rio de Janeiro, na última quarta-feira, dia 21, para celebrar o aniversário de 61 anos do instituto, data na qual também é celebrado o dia da indústria de petróleo e gás no Brasil. Milton Costa Filho e Antonio Guimarães, respectivamente, Secretário Geral e Secretário Executivo de Exploração e Produção do IBP, foram os anfitriões do evento.

Milton destacou alguns fatos que marcaram a história do instituto em 2018. A Rio Oil & Gas 2018, por exemplo, reuniu mais de 42 mil pessoas, 24% a mais que 2016, e mais de mil apresentações de conteúdo. Pela primeira vez, o evento trouxe um bloco de discussões do congresso inteiramente dedicado às tecnologias digitais e abordou também a questão de diversidade de gênero na indústria.

“Uma novidade na Rio Oil & Gas foi a oferta de conteúdo. Foi um sucesso muito grande, que eu espero que contamine agora a OTC Brasil que vamos ter no ano que vem”, ele afirmou.

Outra novidade, também durante a Rio Oil & Gas, foi o lançamento da UnIBP, a primeira universidade do setor de petróleo, gás e biocombustíveis, que marca a transição de um modelo tradicional de capacitação para um formato de aprendizado contínuo, focado nas necessidades dos profissionais que atuam ou que desejem trabalhar na área.

“É um momento muito oportuno para uma mudança de metodologia, de ensino, de abordagem, em que a gente vai oferecer para a indústria uma possibilidade de capacitá-la nos seus recursos humanos. Eu, particularmente, acho que o grande desafio dessa retomada da nossa indústria vai ser o capital humano”, defendeu.

Antonio Guimarães, chamou atenção para a participação de colaboradores e voluntários na inteligência que é criada no instituto e defendeu o papel do IBP como representante da indústria, especialmente no momento de transição energética.

“O IBP traz suas ideias, expõe e provoca um debate que permeia a sociedade, os nossos líderes, o executivo, o legislativo e o regulador. A gente cria interlocução”, ele defendeu, ressaltando que, mais do que o bem da indústria, o objetivo do instituto é promover o que é bom para o país. “O que nós vamos produzir, se tivermos sucesso, é riqueza para o Brasil, o que significa emprego, investimento, pagamento de tributos, melhoria da situação fiscal e alavancagem da economia brasileira”.

Em 2018, o setor também investiu em uma nova forma de se comunicar com a sociedade. Iniciativa inédita da indústria liderada pelo IBP, a campanha Além da Superfície circula nos meios de comunicação desde setembro, com o intuito de mostrar ao público o impacto do setor no desenvolvimento do país. Assista ao teaser aqui e acesse alemdasuperficie.org para saber mais.

Educação que gera energia